Sistema Positivo de Ensino

Psicologia Positiva: como ela pode ser a chave para o desenvolvimento da sua equipe?

Psicologia Positiva

Corrente da Psicologia promove o estímulo à felicidade e à qualidade de vida.

Você provavelmente já conheceu alguém que tem a “mania” de ver as coisas pelo lado positivo. Sabe aquela história de “copo meio cheio ou meio vazio”? Assim como é possível perceber as vantagens de um determinado acontecimento ou situação, também existem maneiras de fazer essa análise de uma maneira mais profunda, com assuntos como personalidade e história de vida. Isso acontece, por exemplo, quando uma pessoa age mais valorizando seus pontos fortes do que se prendendo às suas limitações. Ao longo dos séculos, esse tipo de pensamento e estratégia mental foi praticado sem que as pessoas soubessem exatamente o que estavam fazendo. Até que, no fim da década de 90, essa prática ganhou uma teoria que a sustentou: a Psicologia Positiva.

Na verdade, esse termo existe há mais tempo. Já tinha aparecido em 1954, no livro A theory for human motivation, de Abraham Maslow. Mas foi em 1998 que o assunto ganhou mais relevância, quando Martin Seligman tratou sobre isso em seu discurso de posse como presidente da Sociedade Americana de Psicologia. Seligman é considerado o pai da Psicologia Positiva e seu livro Felicidade autêntica, um marco para essa linha de estudo.

Vídeo

 

O QUE É?

A Psicologia Positiva busca entender como é possível despertar e desenvolver o estado de felicidade e outras emoções positivas em um indivíduo. É diferente do que a Psicologia havia focado até então: as doenças e desordens do ser humano e a receita para neutralizá-las. Para entender melhor, um exemplo: imagine um “índice de felicidade” que vai de -10 a +10.

“ÍNDICE DE FELICIDADE”

-10 ||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||| 0 |||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||| +10

Psicologia                                             Psicologia Positiva

 

Considere que, segundo este índice, uma pessoa com depressão está classificada como -5. O trabalho do psicólogo será orientar a pessoa e ajudá-la a se movimentar do -5 até o 0, atingindo a neutralidade. Vencer a depressão já é uma grande conquista, tem mérito. Acontece que a corrente da Psicologia Positiva acredita que é possível fazer mais. Que é possível guiar alguém que esteja neutro (no nível 0) até que ela encontre mais felicidade, atingindo o ponto alto do índice.

 

E COMO ISSO É FEITO?

A Psicologia Positiva ajuda o indivíduo a responder à seguinte pergunta:

Como você pode usar o que você já tem de bom (seus pontos fortes, suas qualidades) para superar os desafios que vive hoje e ser ainda mais feliz e bem-sucedido (dentro do que você acredita ser felicidade)?

O objetivo é que, se (re)conhecendo, ele encontre mais qualidade de vida. A explicação é simples, mas esse processo requer paciência, dedicação e força de vontade. Essas características soam familiar para você? Provavelmente. É porque elas também fazem muito sentido no universo escolar. A jornada para uma vida com mais qualidade e com bons momentos exige nada mais nada menos do que aprendizado. E é aí que os estudos da Psicologia Positiva se encontram com os da Educação.

 

NA ESCOLA

A rotina de quem trabalha com educação já é permeada pelos conceitos e objetivos da Psicologia Positiva. A equipe pedagógica atua para o desenvolvimento de resiliência e das relações e emoções positivas, além de incentivar o estudante a aprimorar seus pontos fortes, pois essa é uma forma de motivá-lo a ajustar seus pontos de melhoria.

É importante lembrar que essa prática não fica apenas em sala de aula. Você, gestor, pode usá-la para fortalecer sua equipe, desenvolver pessoas e promover talentos. Quer saber como? Fique ligado aqui no Blog Gestão Escolar. Em breve, traremos mais exemplos desse assunto.

Gostou do conteúdo? Ficou com alguma dúvida? Fale com o seu consultor pedagógico ou entre em contato por meio das nossas páginas no InstagramFacebook e no YouTube.

Para saber mais sobre outros temas do universo educacional, continue acompanhando o Sistema Positivo de Ensino aqui no blog

Sair da versão mobile