Voltar

Aprender a sentir, melhora o desempenho na escola?

02 dezembro 2019 | Valores Positivo

Desenvolver as competências socioemocionais é essencial para que as crianças e adolescentes se preparem para os desafios do século XXI

Aprender a sentir melhora o desempenho na escola? Todo pai, mãe ou responsável por uma criança deseja que ela vá bem na escola, tire boas notas e tenha uma carreira de sucesso no futuro, certo? Mas esse resultado é muito mais difícil de ser alcançado sem o desenvolvimento das competências socioemocionais. Com elas, o aluno aprende a lidar com suas próprias emoções, consegue se relacionar com o outro, media conflitos e soluciona problemas.

Essas habilidades têm ganhado cada vez mais atenção, tanto do mercado de trabalho como do universo educacional, e agora são parte dos componentes curriculares. A ideia é que o aluno deve se desenvolver em todas as suas dimensões: intelectual, física, emocional, social e cultural. 

Imagine um aluno ansioso ou estressado fazendo uma avaliação. Mesmo com todo o conhecimento teórico necessário para ir bem no teste, é possível que ele não tenha um bom desempenho por não conseguir compreender o que sente naquele momento. 

Recentemente, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), documento que define as práticas pedagógicas nas escolas brasileiras, incluiu o desenvolvimento das competências socioemocionais no currículo escolar, mas isso é discutido há algum tempo. 

Nos anos 1990, o documento Paradigma do Desenvolvimento Humano, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), foi pioneiro ao colocar o indivíduo no centro dos processos de desenvolvimento. Na mesma época, o Relatório Jacques Delor, desenvolvido pela Unesco, elaborou os quatro pilares que devem sustentar um sistema de ensino:

1) aprender a conhecer;

2) aprender a fazer;

3) aprender a ser;

4) aprender a conviver.

Aprender a sentir melhora o desempenho na escola?

Ensinar as crianças a respeitar os demais, a se comunicar de forma adequada, a se cuidar, a se organizar, a cooperar. Tudo isso, historicamente, sempre foi responsabilidade da família. Mas as transformações sociais, as mudanças tecnológicas e a falta de tempo fizeram a escola se tornar um ambiente privilegiado para o desenvolvimento das competências socioemocionais. 

Se quiser ver outras dicas de gestão escolar nesta pandemia, continue aqui em nosso Blog. Você também pode ficar por dentro de todas as novidades do Positivo em nossas páginas no Facebook e no Instagram.

Para levar o Sistema Positivo de Ensino para a sua escola, clique aqui e fale com um dos nossos consultores.