Sistema Positivo de Ensino

Impacto da Covid-19 na economia familiar

Impacto Covid

Impacto Covid

A pandemia de Covid-19  levou os países do mundo a uma crise sanitária e econômica. Entre os setores mais afetados encontra-se a educação pública e privada, em razão do impacto da Covid-19 na economia familiar.

Nesse cenário, com boa parte da população desempregada, as famílias tiveram que fazer cortes no orçamento. Uma pesquisa realizada pelo Melhor Escola, o maior marketplace de educação básica do Brasil, apresenta os impactos gerados pela pandemia e quais caminhos e estratégias as escolas particulares devem seguir. 

Covid-19: breve contextualização

Em 31 de dezembro 2019, começam a surgir os primeiros casos de Covid-19 na China. Somente em fevereiro de 2020, no entanto que surgiu o primeiro no Brasil. Desde então, a doença se espalhou e infectou milhares de pessoas, causando várias mortes.

Diversas medidas foram tomadas para a redução do número de casos, como o fechamento de atividades empresariais. Entre essas atividades, encontram-se as aulas, que foram interrompidas em todos os estados brasileiros. 

Com o início da vacinação, os casos começaram a diminuir e as escolas voltaram a realizar  atividades presenciais. Mesmo após essa redução, ainda é possível observar os efeitos da pandemia, como a alta taxa de desemprego no país. 

Pandemia: o impacto da Covid-19 na economia familiar

O site Melhor Escola fez uma pesquisa com o objetivo de analisar o impacto da Covid-19 na vida financeira das famílias brasileiras. Tal levantamento é uma reedição de um estudo feito em 2020, quando a pandemia tinha acabado de chegar ao Brasil. 

Após 2 anos de pandemia, portanto, a pesquisa foi refeita para avaliar os efeitos econômicos da Covid-19 que ainda prevalecem na sociedade. No total, mais de 1.600 famílias participaram do estudo, 60% delas com filhos matriculados em escolas particulares.

Acompanhe a seguir alguns dados interessantes.

Qual foi o impacto no bolso das famílias?

A maior parte dos entrevistados (32,37%) afirmou que a renda foi muito impactada pela Covid-19. Além disso, 13,42%  perderam totalmente a renda durante a pandemia. 

Em contrapartida, 15,46% dos entrevistados não tiveram a renda impactada durante o período. Confira o gráfico a seguir: 

Satisfação das famílias com a conduta das escolas durante a pandemia

Durante a pandemia, as escolas tiveram que se adaptar. Com isso, muita coisa precisou ser modificada, como, estratégias pedagógicas, relacionamento entre escola e família, medidas de segurança entre outras.

A pesquisa revelou que 22,21% dos pais da rede privada não estavam satisfeitos com a conduta das escolas durante a pandemia. Já na rede pública, é ainda maior, 39,79% estavam insatisfeitos.

O que as famílias pretendem fazer? 

Insatisfeitos com o ensino público durante a pandemia, 46% dos pais pretendem transferir os filhos para a rede particular. 19% deles desejam buscar outra escola pública.

 

 

A maioria dos pais cujos filhos frequentam escolas particulares pretende deixá-los na mesma instituição (48%). São 37% os que pretendem procurar outra escola particular.

 

É válido ainda dizer que, entre os que pretendem buscar outra escola particular, 56,34% estão buscando escolas mais baratas e 41,01% procuram instituições na mesma faixa de preço. Apenas 2,65% estão buscando colégios mais caros. 

Após analisar esses dados, sua escola pode tomar algumas atitudes para não se preocupar com a evasão de alunos. Algumas delas são:

Quer ter acesso ao relatório completo? Você pode acessá-lo clicando aqui

Ainda não é conveniado e quer levar o  Sistema Positivo de Ensino para sua escola? Fale com um consultor. 

Para saber mais sobre outros temas do universo educacional, continue acompanhando o Sistema Positivo de Ensino aqui no blog e nas nossas páginas no Instagram, no Facebook e no YouTube.

 

Sair da versão mobile