Voltar

Artigo: Guia completo do Enem

19 agosto 2021 | Dicas

O Ensino Médio é um período de muitos desafios e escolhas. Entre eles, está fazer ou não o Enem. Neste Guia completo do Enem, vamos mostrar porque realizar o exame e como estar preparado para os dias de prova, que neste ano acontecerão nos dias 21 e 28 de novembro.  

O Enem se torna ainda mais importante com as mudanças para o Novo Ensino Médio, pois os sistemas educacionais e a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) estão mais do que nunca conectados com o exame. Isso se deve ao fato de o Novo Ensino Médio não ser mais dividido em disciplinas, mas em áreas do conhecimento e Itinerários Formativos.

Nesse Guia Completo do Enem você vai ler sobre os seguintes conteúdos:

  • Como funciona o Enem?
  • A preparação para o Enem
  • O papel dos pais na preparação dos jovens para o Enem 
  • O papel dos professores na preparação dos alunos para o Enem 
  • Como o Sistema Positivo de Ensino prepara para o Enem

Como funciona o Enem?

O Exame Nacional do Ensino Médio é um teste elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e aplicado anualmente para avaliar o desempenho dos alunos que estão concluindo a Educação Básica e colaborar para o ingresso no Ensino Superior. 

O Enem foi criado em 1998, a princípio apenas para avaliar a qualidade do Ensino Médio no Brasil. Hoje, o exame tem milhões de inscritos todos os anos e se tornou a principal porta de entrada para as universidades federais e estaduais do país.  

O exame consiste na realização de duas provas – divididas em quatro cadernos de 45 questões cada – e uma redação dissertativo-argumentativa. É realizado em dois domingos e tem duração de aproximadamente 5 horas por dia. 

Diferentemente de uma prova comum, a nota do Enem em cada área não representa simplesmente o número de questões que o estudante acertou na prova. A média obtida depende também do nível de dificuldade das questões e da consistência das respostas. 

Esse método é chamado de Teoria de Resposta ao Item (TRI). Por isso, a cada ano as notas máximas de cada caderno variam – a não ser a redação, que vale de 0 a 1.000 pontos. 

Guia completo do Enem: estrutura 

O exame agrupa disciplinas que têm mais relação entre si em áreas de conhecimento, são elas: 

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira (Inglês ou Espanhol), Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação.
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias: História, Geografia, Filosofia e Sociologia.
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias: Química, Física e Biologia.
  • Matemática e suas Tecnologias: Matemática.
  • Redação: texto dissertativo-argumentativo de até 30 linhas e que deve ser desenvolvido com base em uma situação-problema proposta na prova.

Atualmente, no primeiro dia os alunos fazem as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Ciências Humanas e suas Tecnologias e Redação. No segundo, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. 

O que mais cai no Enem

Embora o Enem tenha 180 questões bem diversificadas, é possível notar que alguns conteúdos são mais recorrentes que outros. Confira o que é mais cobrado que cada disciplina:

  • História: Idade Contemporânea; Brasil Colônia; Brasil Império; História política; Patrimônio histórico-cultural e memória
  • Geografia: Globalização; Geografia Física; Cartografia; Urbanização; Indústria.
  • Filosofia: Filosofia contemporânea; Ética e justiça; Democracia e cidadania; Aristóteles e Escola Helenística; Filosofia medieval; Filosofia moderna. 
  • Sociologia: Cidadania; Ideologia; Mundo do Trabalho; Política, poder e estado; Cultura e educação. 
  • Língua Portuguesa: Estrutura e formação de palavras; Análise de discurso; Gênero textual; Literatura; Variação linguística. 
  • Interpretação de texto: Tipos de texto; Funções da linguagem; Categorias de mundo; Intertextualidade; Narratividade. 
  • Artes: Elementos básicos de artes plásticas; Vanguardas europeias; Elementos básicos da música; Música no século XX; Artes nos séculos XV e XVI.
  • Educação Física: Esportes adaptados; Esporte e espetáculo; Cuidados com a saúde. 
  • Inglês e Espanhol: apenas interpretação de texto. 
  • Matemática: Funções; Noções básicas de estatísticas; Probabilidade; Áreas de figuras planas e polígonos; Escala, razão e proporção. 
  • Química: Compostos orgânicos; Físico-química; Reações inorgânicas; Energia; Modelos atômicos e distribuição eletrônica. 
  • Biologia: Biotecnologia; Genética; Relações ecológicas; Histologia e fisiologia; Citologia. 
  • Física: Mecânica; Eletricidade; Ondulatória; Termologia; Óptica.

Guia completo do Enem: o que é possível fazer com a nota 

O grande foco da prova é fazer com que os jovens ingressem no Ensino Superior. Há inúmeras formas de fazer isso usando a nota obtida. Confira:

Entrar em universidades públicas pelo SiSU

É por meio do Sistema de Seleção Unificada que os participantes do Enem podem utilizar suas notas obtidas no exame para se candidatar a vagas em instituições públicas de Ensino Superior. Os estudantes podem se inscrever em até duas opções entre as vagas ofertadas. 

Se tornar aluno de uma instituição privada pelo Prouni

O Programa Universidade Para Todos funciona mais ou menos como o SiSu. A principal diferença é que nele os estudantes podem usar seus resultados no Enem para concorrer a vagas em universidades privadas. Além disso, é exigida a comprovação de renda familiar e outros pré-requisitos. 

Financiar os estudos pelo Fies

Para se inscrever no Fundo de Financiamento Estudantil, é preciso que o estudante tenha participado do Enem. Após o término da graduação, o estudante dispõe de 18 meses de carência e mais três vezes a duração do curso para pagar o financiamento.

Estudar no exterior

Só em Portugal, pelo menos 50 instituições aceitam a nota do exame para selecionar candidatos brasileiros. Isso acontece desde 2014, quando o Inep passou a firmar acordos de cooperação com universidades e institutos portugueses. Além de Portugal, universidades de países como Inglaterra, França, Estados Unidos e Canadá também aceitam o exame para os cursos de graduação.

A preparação para o Enem

O último ano do Ensino Médio é um período de muitos desafios e incertezas, marcado pelo Enem e pelos vestibulares, que exigem dedicação intensa. Mas, com uma boa preparação, é possível se dedicar aos estudos sem deixar o lazer de lado e entrar nas universidades mais concorridas. 

Antes de começar a estudar tudo, é importante que o aluno analise quais são seus pontos fortes e em quais disciplinas tem mais dificuldade. O foco precisa ser em melhorar as áreas com as menores notas, que podem ser medidas por meio de simulados.  

É importante também que o aluno tenha consciência do que quer para seu futuro – aqui entra o Projeto de vida do Ensino Médio. Dessa forma, ele pode se preparar focando na universidade e no curso que deseja. 

Confira dicas para melhorar a preparação para o Enem

1) Tenha um sono de qualidade e pratique exercícios: além do efeito relaxante, o sono permite que a informação seja fixada na memória e o exercício ajuda a manter a mente e o corpo em equilíbrio.  

2) Mantenha uma rotina de “esportista”: assim como os atletas de alta performance, estudar para o Enem exige foco, planejamento, disciplina e comprometimento. Defina horários para cada matéria. Além de aumentar a motivação, a grade de horários vai evitar que sejam estudadas somente as matérias de que se gosta mais.

3) Fixe o conteúdo: desenvolva um esquema de estudo próprio. Resumo, exercícios, cards…descubra o que é melhor para você. 

Lembre-se de que a preparação para o Enem deve começar desde a 1ª série do Ensino Médio. Desenvolvendo com antecedência o aprendizado dos conteúdos, a realização de simulados e uma rotina de estudos, a 3ª série fica muito mais fácil!

Guia completo do Enem: os dias de prova

Depois de tanto esforço e dedicação, é importante manter a calma na reta final para chegar preparado e concentrado no dia da prova do Enem. Todo o conteúdo já foi estudado, agora é hora de se concentrar e deixar o conhecimento fluir. Veja algumas dicas do que fazer nos dias de Enem.

Planeje 

Para diminuir a tensão, é importante investir em planejamento para o dia da prova. No dia anterior, separe tudo o que for levar. Conhecer previamente o trajeto e chegar com antecedência mantém a tranquilidade. 

Não estude

Pode parecer contraditório, mas estudar no dia da prova pode provocar ainda mais ansiedade. Você se preparou o Ensino Médio inteiro para esse dia, não será no último momento que o conteúdo será fixado. É importante também estar bem descansado e dormir cedo. 

“Deu branco”?

Em caso de branco na hora da prova, sem pânico. O fenômeno é resultado de uma descarga do hormônio cortisol, provocada pelo stress, e passa sozinho em alguns minutos. Siga para as outras questões e depois volte às que não conseguiu resolver. 

O que levar no dia da prova do Enem:

  • Documento com foto 
  • Caneta preta de material transparente (é sempre bom ter uma caneta reserva)
  • Cartão de confirmação de inscrição
  • Lanche e bebida

O papel dos pais

É comum que os jovens da 3ª série do Ensino Médio encarem a aproximação do Enem com bastante nervosismo. Diante disso, muitos pais acabam igualmente aflitos, sem saber de que forma devem agir para ajudar os filhos em um momento decisivo como esse. É fundamental que a família mantenha a calma e seja uma fonte de confiança para os jovens.

Antes, durante e depois dos exames, ele deve saber que não está sozinho. Reforçar a confiança, dar apoio moral e destacar o que ele já sabe e quais os seus pontos fortes com certeza vai deixar os filhos mais confiantes. 

Como ajudar o socioemocional dos filhos nos estudos

  • Separe um tempo para o lazer em família: corpo e mente também precisam de descanso. 
  • Procure manter sempre um clima tranquilo e organizado dentro de casa: o ambiente em casa tem uma grande influência no equilíbrio emocional dos estudantes e na capacidade de concentração.
  • Entenda que a pressão por um bom desempenho não ajuda: ao contrário, servirá para aumentar a ansiedade de todos.
  • Visitem juntos o local de prova: isso ajuda a controlar a ansiedade no dia da prova e saber o tempo de deslocamento.  
  • Esteja presente, próximo e atento: conversar e entender possíveis alterações de humor por parte dos filhos auxilia na relação familiar e na preparação para o exame. 

Cabe à família mostrar que confia no jovem, dando a ele a segurança necessária para encarar o desafio.

O papel dos professores na preparação do Enem

Para enfrentar um período decisivo e significativo como o vestibular e o Enem, além do dilema na escolha da profissão, os alunos precisam de motivação e confiança. Nesse cenário, o professor não é apenas detentor de conhecimento, mas um mentor, um guia e fonte de motivação. 

Um ensino engajado e personalizado promove experiências mais enriquecedoras para o aluno e mais aprovações no Enem.

Intervenções pedagógicas

As intervenções pedagógicas são interferências feitas pelo professor (ou outro educador responsável) no processo de aprendizagem de um aluno quando uma dificuldade é encontrada. Dificilmente todos os estudantes de uma turma conseguem fazer tudo no mesmo ritmo. 

Essas ações são ainda mais indispensáveis quando pensamos na preparação para o Enem. O professor precisa conhecer as necessidades de cada turma e utilizar recursos que permitam medir o desempenho dos alunos – como simulados e avaliações on-line – e elaborar as atividades que comporão as intervenções pedagógicas. 

Assim, é possível capacitar os alunos com certas fragilidades para que adquiram domínio sobre aquilo que será cobrado no exame. 

Guia Completo do Enem: o Sistema Positivo de Ensino para a preparação 

O Sistema Positivo de Ensino prepara os alunos da melhor forma para o Enem, fornecendo recursos e ferramentas únicas que permitem que 70% das escolas conveniadas ao nosso sistema de ensino estejam entre os 10 primeiros lugares no Enem. 

O que o Sistema Positivo utiliza para que as escolas tenha os melhores resultados:

  • Simulados com metodologia TRI e acesso a relatórios para mostrar pontos fortes e fracos.
  • Material didático atualizado e Memorex (opcional). 
  • Positivo On, um espaço exclusivo para elaboração de avaliações, simulados e redação, além de disponibilizar relatórios de feedback, ampliando a possibilidade de personalização do ensino.
  • Mais de 3 mil videoaulas e aulões com especialistas e influenciadores digitais.

Aplicativo Studos para alunos e professores terem acesso a um banco de questões do Enem e dos principais vestibulares

Saiba mais

Gostou do nosso guia completo do Enem? Confira nosso e-book sobre preparação para o Enem e como o Sistema Positivo pode auxiliar você nessa tarefa. Baixe agora gratuitamente!

Ainda não é conveniado e quer levar o Ensino Médio do Sistema Positivo de Ensino para sua escola? Fale com um consultor.

Para saber mais sobre o Enem e outros temas do universo educacional, continue acompanhando o Sistema Positivo de Ensino aqui no blog e nas nossas páginas no Instagram, Facebook, LinkedIn e no YouTube.

Deseja ajuda dos nossos especialistas para implantar o Novo Ensino Médio em sua escola? Clique aqui

 

Leia também:

O que a sua escola precisa saber para ter sucesso na redação do Enem

Intervenções pedagógicas: por que tão importantes na preparação para o Enem?