Voltar

Como aplicar matriz SWOT em sua escola?

03 novembro 2021 | Gestão Escolar

Como aplicar matriz SWOT auxilia a definir forças, fraquezas, oportunidades e ameaças – com base nisso, gestores podem pensar o planejamento estratégico como parte do todo

Escolas precisam se olhar como empresa e, com base nisso, desenvolver visão estratégica. Isso não é nenhuma novidade para quem é gestor escolar. Assim como qualquer organização, as instituições de ensino precisam ter um plano sólido e bem estruturado. Identifique suas forças e fraquezas, conheça seu público, mercado e concorrência. Dessa forma, é possível definir metas e planejar investimentos.

Mas, para criar a estratégia ideal, é preciso olhar para dentro da escola e também para o ambiente externo, garantindo que seu plano vai cobrir todos os “gaps” e oportunidades da sua marca e mercado.

O Sistema Positivo de Ensino disponibiliza às escolas conveniadas, como aplicar matriz SWOT, além de muitas outras soluções em gestão escolar, auxiliando os principais decisores a analisar o ambiente interno e externo da instituição.

Nesse sentido, é preciso pesar todos os prós e contras para que as suas decisões tomem o melhor direcionamento e obtenham sucesso. A análise SWOT vem para ajudar gestores e profissionais de marketing.

O que é análise SWOT?

SWOT é a sigla em inglês para Forças (Strengths), Fraquezas (Weakness), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats). No Brasil, é comumente chamada de análise (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças).

Qual o objetivo da análise SWOT?

– Mais segurança para a tomada de decisão

– Conhecer intimamente o cenário do mercado que você atua

– Compreender sua posição em relação aos concorrentes

– Blindar-se

– Ter maior percepção dos seus diferenciais

– Entender melhor seus clientes e saber onde eles estão

Como aplicar matriz SWOT

Essa análise é feita como uma sessão do planejamento estratégico. Para isso, escolha uma equipe de confiança para discutir e definir os objetivos que vão ser difundidos por todos da escola. Sessões em que todos sugerem soluções são ideais nessas situações.

A equipe escolhida deve ser composta de profissionais de diversas áreas. Defina um período em que os colaboradores possam se dedicar exclusivamente às reuniões. O ideal é que esses encontros não aconteçam durante o período letivo, para envolver representantes de todos os níveis de ensino.

Feito isso, em um quadro grande ou em uma cartolina, anote as informações de forma visível para que todos os envolvidos possam participar.

Imagem via Omnivisio

Forças e fraquezas: aspectos internos

Forças

Exemplo de força:

– Tempo de mercado, credibilidade

– Equipe de corpo docente

– Sistema de ensino

– Local de fácil acesso, com facilidade para a entrada e a saída dos alunos

– Infraestrutura: salas, bibliotecas e laboratórios excelentes

– Boa infraestrutura para esportes;

 

Fraquezas

Exemplo de fraqueza:

– Não temos setor comercial ativo

– Mau comportamento de alunos

– Problemas na entrega de materiais

Essa é uma análise dos fatores internos, então o ideal é ficar atento aos concorrentes, pois suas forças podem ser as deles também. Sabendo disso, você pode criar outros diferenciais com base no reconhecimento de suas fraquezas ou melhorar ainda mais aquilo que você tem de força, utilizando isso ao seu favor.

Para mapear suas forças e fraquezas, você pode se basear nos seguintes itens, departamentos ou equipes internas:

– Localização

– Tempo de mercado

– Reputação

– Recursos humanos

– Recursos financeiros

– Marketing

– Gestão

– Materiais e equipamentos

– Atendimento

–  Pedagógico

Oportunidades e ameaças: aspectos externos

Depois de olhar para dentro de sua escola, é o momento de analisar o ambiente externo. Aqui devemos perceber o micro e o macroambiente. Mesmo que sejam oportunidades e ameaças que não podemos controlar, o ideal é pensar que podemos estar mais preparados observando as tendências econômicas, políticas, etc.

O microambiente refere-se ao setor em que você atua.  Sobre ele, avalie os seguintes pontos:

– Clientes (poder de barganha sobre sua empresa)

– Fornecedores (poder de barganha sobre sua empresa)

– Concorrentes (quantidade de empresas, rivalidade, relacionamento)

– Novos entrantes – possíveis concorrentes (barreiras de entrada, ameaças)

– Substitutos (barreiras de saída, ameaças). Exemplo: Se sua escola oferece aulas de Inglês com carga horária estendida ou no contraturno, um curso de Inglês é um substituto.

Já o macroambiente refere-se ao que está além da empresa e do setor:

– Como os índices econômicos do nosso país afetam sua escola?

– Político-legal (projetos de lei, correntes ideológicas, novos governantes, etc.)

– Econômico (inflação, níveis de consumo, renda da população, etc.)

– Tecnológico (novas tecnologias, processos operacionais, automação, etc.)

Quando você tiver a matriz preenchida em todos os seus quadrantes, é hora de analisar os fatos e, em seguida, colocar as suas estratégias e soluções em ação.

Plano de ações

Como transformar a matriz SWOT em ações e estratégias? A dica é ver como as forças, as fraquezas, as ameaças e as oportunidades se relacionam entre si. O objetivo é maximizar os pontos positivos e minimizar os negativos.

Por exemplo, olhe para as fraquezas e identifique como elas podem ajudar a potencializar o seu negócio aproveitando as oportunidades identificadas. As forças da sua empresa também podem ajudar a minimizar os impactos das ameaças.

Importante

Lembre-se de ser verdadeiro. Mascarar a realidade só vai prejudicar a sua escola. A análise SWOT é uma ferramenta prática e fácil de ser aplicada, mas o processo pode não ser tão simples assim, por isso, é preciso tempo e foco para sua execução.

DICA

Para uma conclusão mais assertiva, tenha em mãos ou colete esses dados para fazer sua análise SWOT:

– Entreviste alunos, famílias e funcionários

– Analise a sua concorrência, saiba o que está acontecendo de novo

– Faça pesquisas sobre o seu mercado na internet, imprensa e instituições públicas

Depois disso, faça uma seleção das informações coletadas para levar às reuniões e, assim, fazer com que as definições da matriz se transformem em ações que vão aprimorar a sua escola.

Fale o que você achou deste post nas redes sociais: Facebook, Instagram e YouTube. Continue acompanhando o blog para mais dicas de educação.

Leve o Positivo para a sua instituição!